Encontre a luz em meio as trevas!

O que você entende por rock? Satanismo? Ódio? Intolerância? Se pensa assim, você está totalmente errado. Assim como toda forma de música, o rock pretende passar uma mistura de coisas, sentimentos e ideologias. Ninguém precisa seguir essas ideologias e sentimentos. Quem segue à risca é só uma pequena fatia, para nós só interessa o som, ou seja aqui no blog pretendemos mostrar exemplos da boa música, focando no rock, mas sempre passeando pelo metal, e as vezes pelo blues e pelo jazz. Bom proveito.

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Recomendação da Semana - Medusa, Trapeze

Glenn Hughes, bom baixista, excelente vocalista. Ficou famoso mundialmente pelo seus trabalhos nas MKIII e MKIV do Deep Purple, seu projeto com Tony Iommi (que acabou virando um álbum do Black Sabbath). Mas o que (como de praxe) quase ninguém conhece, é que antes de ser famoso gravou três álbuns com uma banda chamada Trapeze, um power trio com Glenn no vocal e baixo, Mel Galley na guitarra e Dave Holland na bateria. A banda depois que Glenn saiu, sofreu alterações, mas sempre com Mel na guitarra.


Na MKI da banda (Hughes, Galley e Holland), três álbuns foram gravados: Trapeze, Medusa e You're the Music, We're Just The Band. Três excelentes álbuns, sendo Medusa o melhor, o que conseguiu melhor equilíbrio, Trapeze é muito psicodélico e YTMWJTB é muito funk. Medusa possui um bom hard rock com toques de funk e psicodelia e as vezes aparecem toques do recém criado Heavy Metal. Com certeza uma baita mistura.


As músicas que se destacam desse álbum são as seguintes:
1- Black Cloud, um bom hard rock, tendo passagens mais lentas, outras mais rápidas, porém sem perder as marcas características da banda, o toque funk. O álbum começa bem.


2- Jury, minha favorita da álbum, minha favorita do Trapeze e uma das minhas favoritas da década de 1970. Começa com uma baladinha muito bem elaborada, desembocando em um hard rock de primeira, onde se observam algumas influências meio progressivas, do blues e até mesmo do heavy metal (buscando influência no primeiro álbum do Zeppelin e o primeiro do Sabbath).


5- Seafull, pode-se dizer que é uma balada com um toque de blues, o mesmo caí perfeitamente na estrutura da música, destaque para Glenn Hughes nessa música, vocal incrível, e um baixo constante que marca presença.


7- Medusa, novamente uma balada que fica mais pesada no final, agora com um toque de progressivo na introdução, lembrando até um pouco do trabalho do Pink Floyd no Meddle. Essa parte mais pesada da música, é realmente muito boa, heavy rock de primeira, passagens distorcidas de guitarra e uma bateria interessante, depois volta-se a baladinha, e no fim volta se à parte pesada, porém com um Hughes mais desesperado e gritante.


Agora vamos as músicas que não dei muito destaque.
3, 4 e 6- You Love is Alright, Touch My Life e Makes You Wanna Cry, respectivamente. O motivo delas não receberem tanto destaque, é o fato delas não serem tão inovadoras assim. Elas são um hard rock funkeado e são bem mais "dançantes" que as outras. Mas serem swingadas e simples não é motivo para rebaixá-las, os caras do Trapeze só deveriam ter colocado mais atitude. De qualquer maneira, boas músicas, mas nem tanto quanto as faixas 1, 2, 5 e 7.


Nota: 8


Download:
http://www.4shared.com/rar/dIiRj6aD/Trapeze_-_Medusa.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário